06/04/2021 às 13:34

Manejo de Trilhas

198
2min de leitura

No último fim de semana foi realizada uma atividade técnica de manejo de trilha. Muitas pessoas confundem a Trilha propriamente dita com a atividade outdoor, a Trilha é o trajeto na natureza percorrido pelos caminhantes. A atividade é a caminhada, o trekking ou o hiking. Muitas trilhas são na verdade vestígios históricos de percursos realizados pelos primeiros colonizadores europeus ou pelos povos tradicionais.

No Rio Grande do Sul esses trajetos na mata deram origem a muitas trilhas que conduzem a paisagens exuberantes que encantam pela beleza e pela preservação. 

O uso dos recursos naturais é uma constante pelos seres humanos desde sua origem e as trilhas são um mecanismo de interação do ser humano com os recursos oferecidos pela natureza.

O manejo de trilhas consiste na manutenção dessas considerando o mínimo impacto na natureza e a criação de um Sistema de Gestão de Segurança conforme as normas da ABNT e da ABETA.

ABNT

A Associação Brasileira de Normas Técnicas é o Foro Nacional de Normatização por reconhecimento da sociedade brasileira desde sua criação, em 1940, e confirmado pelo governo federal por meio de diversos instrumentos legais. 

ABETA

A Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura é a referência nacional de organização nos seguimentos de Ecoturismo, Turismo de Aventura e Natureza. Sua missão é tornar essas atividades viáveis econômica, social e ambientalmente, visando principalmente a satisfação de seus clientes. Para tanto a ABETA publicou uma série de manuais para o seguimento de aventura que orientam na aplicação das normas de segurança. 

O manejo, como um todo deve prever e evitar riscos, classificando estes em vários níveis e criando medidas de mitigação que tornem a atividade segura e prazerosa ao público em geral. Para isso é feito um estudo meticuloso do ambiente, dos trajetos e das alterações causadas pelo homem e pela própria natureza. 

O manejo é realizado por uma equipe técnica que observa a trilha, seus recursos naturais e as possibilidades e/ou alternativas de percurso quando necessárias para diminuir o impacto na natureza e evitar riscos aos caminhantes. Os dados são anotados em uma ficha técnica e são registrados em GPS. Em seguida essa ficha é analisada e para a criação do produto final, que é a própria trilha.

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL
Logo do Whatsapp