19/10/2019 às 22:00 Arqueologia

Sobrado em Silveira Martins - 2019

235
2min de leitura

Identificação de Patrimônio Histórico Arquitetônico do final do século XIX pertencente ao processo de imigração da Quarta Colônia e Imigração Italiana no Rio Grande do Sul. O sítio pertence a um complexa de construções remanescentes do século XIX espalhadas pelo interior do município de Silveira Martins e mantem em sua volumetria caraterísticas arquitetônicas ainda herdadas da Itália. O sítio é rico em vestígios de superfície que retratam o cotidiano doméstico das famílias italianas que se estabeleceram no local, destes destacam-se uma rica tralha doméstica caraterizada por louças identificadas como faianças.

Durante o trabelho de prospecções espaciais de superfície foram identificadas inúmeras estritura arquitetônicas para além da residência revelando um potencial arqueológico bem complexo de ocupação humana de longa duração. 

O Patrimônio Arquitetônico local esta em estudo, sendo realizado o georreferenciamento do sítio a catalogação dos vestígios para devido registo e tombamento junto ao IPHAN. Conforme 

"a legislação brasileira, a primeira manifestação legal de interesse sobre a questão arqueológica, vêm expressa no Decreto-Lei nº 25/1937, com denominação de ‘bens de interesse arqueológico’. Sendo que o conceito de sítio arqueológico é expresso posteriormente na Lei nº 3.924/61, nos seguintes termos:

Art. 2º - Considera-se monumento arqueológico ou pré-histórico:

(...)

c) os sítios identificados como cemitérios, sepulturas ou locais de pouso prolongado ou de aldeamento, "estações" e "cerâmios", nos quais se encontram vestígios humanos de interesse arqueológico ou paleoetnográfico;" (disponível em: http://portal.iphan.gov.br/dicionarioPatrimonioCultural/detalhes/91/sitio-arqueologico).

Considerando a legislação patrimonial do Brasil o sítio é considerado um patrimônio de interesse nacional. Tal configuração o torna relevante no processo de construção de uma identidade regional e nacional onde a pesquisa arqueológica contribui revelando dados do cotidiano das famílias que ocuparam a região e ajudaram a construir uma importante página de nossa história.

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

arqueologia georreferenciamento história patrimônio

Quem viu também curtiu

18 de Fev de 2022

O QUE É ARQUEOLOGIA?

02 de Mar de 2022

GESTÃO CULTURAL PRA QUÊ?

10 de Mai de 2021

Prospecções Arqueológicas

Logo do Whatsapp